Indaiatuba não é Praia

Indaiatuba e Oxitec anunciam expansão da colaboração utilizando a Tecnologia Aedes do Bem™

A Prefeitura de Indaiatuba junto com a Oxitec anunciaram no último dia 4, a expansão da sua colaboração para controle do Aedes aegypti no município para a alta temporada de mosquitos de 2020-2021. O novo projeto ampliará a área de implantação da tecnologia do Aedes do BemTM, e contará com dispositivos de liberação do tipo “Basta Adicionar Água”. Com esta iniciativa, a Oxitec irá demonstrar o desempenho desta ferramenta de controle de mosquitos em áreas urbanas maiores, tendo como base o sucesso do programa piloto realizado na cidade em 2019-2020, quando, após apenas 13 semanas de projeto, a tecnologia suprimiu até 95% da população de Aedes aegypti nos bairros tratados de Indaiatuba.

Nesta nova fase do projeto em maior escala os dispositivos de liberação virão equipados com o novo sistema proprietário da Oxitec para liberação dos machos do Aedes do BemTM: ovos serão acondicionados em caixas plásticas recicláveis, às quais será adicionada uma pequena quantidade de água. Neste microambiente os mosquitos machos da Oxitec emergem e se dispersam para acasalar com Aedes aegypti fêmeas do tipo selvagem, produzindo como descendentes apenas machos do Aedes do BemTM, que são seguros, não picam, e irão continuar o trabalho de controle da população dos mosquitos transmissores da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Esta é a primeira tecnologia de controle do Aedes aegypti baseada em insetos que pode ser fabricada de maneira simples em instalações centralizadas e, em seguida, despachada, armazenada e implantada sob demanda, sem a necessidade de equipe especializada ou equipamento especial.

Uma pesquisa independente realizada em 2019 mostrou que o apoio da comunidade ao projeto na cidade foi extremamente alto, com 94% dos 1.200 residentes entrevistados apoiando a tecnologia do Aedes do Bem™ e seu uso nos bairros de Indaiatuba.

Natalia Ferreira, Diretora Geral da Oxitec Brasil, disse: “Para combater a crescente ameaça da dengue em nosso país são necessárias ferramentas de controle de vetores eficazes, comprovadas e ambientalmente sustentáveis. Nossos resultados até o momento têm sido excelentes, e temos contado com um alto nível de apoio da comunidade. A implantação do Aedes do Bem provou ser eficaz no controle do Aedes aegypti em ambientes urbanos, e esperamos continuar ajudando a população a manter esse problema sob controle”.

Grey Frandsen, CEO da Oxitec, comentou sobre o projeto: “Estamos muito felizes com o pedido da cidade para expandir o uso de nossa tecnologia do Aedes do Bem™ em parceria com a equipe de controle da dengue este ano. Desenvolvemos uma excelente parceria e demonstramos juntos no ano passado que essa tecnologia sustentável pode ser implantada se maneira simples e gerar resultados significativos rapidamente. Faremos isso novamente este ano, desta vez em uma escala maior, o que demonstrará o valor que a tecnologia da Oxitec pode oferecer quando implantada em toda a cidade.”

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam 390 milhões pessoas infectadas pela dengue a cada ano, com aproximadamente metade da população mundial em risco. O número de casos de dengue notificados à OMS aumentou mais de 15 vezes nas últimas duas décadas, e só no Brasil houve um aumento de quase 600% no número de casos entre 2018 e 2019. O Aedes aegypti é um mosquito invasor encontrado em todo o mundo e também transmite Zika, chikungunya e febre amarela.

Em maio de 2020, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) concedeu à Oxitec uma Licença de Uso Experimental (EUP) para um projeto piloto dessa mesma tecnologia nos Estados Unidos. Também em maio deste ano, a Oxitec recebeu a aprovação total de biossegurança para essa tecnologia da autoridade reguladora no Brasil, a CTNBio, e foi endossada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTIC).

Sobre a Oxitec

Oxitec é pioneira em soluções biológicas para controlar de forma segura e sustentável insetos que transmitem doenças e danificam plantações. A Oxitec foi fundada em 2002 a partir da Universidade de Oxford (Reino Unido) e é formada por uma equipe apaixonada e diversificada composta por 15 nacionalidades.

Fonte: Prefeitura de Indaiatuba

You might also be interested by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *