Indaiatuba não é Praia

Cadastro habitacional pode ser realizado direto na habitação sem necessidade de agendamento

A Prefeitura de Indaiatuba lembra que o cadastro para os interessados em participar dos programas municipais de moradia popular é feito direto na Secretaria de Habitação, dentro do Paço Municipal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h por ordem de chegada. A nova forma de efetuar o cadastramento foi implantada em dezembro de 2018 e visa maior flexibilidade de horário para que os cidadãos efetuem ou atualizem o cadastro.

Atualmente cerca de 30 mil pessoas estão cadastradas junto à Secretaria. De acordo com a Lei Municipal nº 6.812/2017, que define os parâmetros de priorização de procedimentos para cadastro habitacional, a atualização cadastral deve ser feita a cada seis meses. Aqueles que não efetuarem regularmente a atualização não poderão concorrer em novos programas habitacionais.

Podem se cadastrar pessoas maiores de 18 anos com renda familiar de até seis salários mínimos. Os interessados não podem ser proprietários de imóvel residencial ou possuir financiamento de imóvel. Outro requisito é residir em Indaiatuba há, no mínimo, um ano (para projetos em parceria com a iniciativa privada) e cinco anos (para projetos sociais). Para a efetivação do cadastro é necessário apresentar a relação de documentos disponível no site da Prefeitura ou diretamente na Secretaria de Habitação. Confira a relação completa: https://www.indaiatuba.sp.gov.br/habitacao/cadastramento-habitacional/.

Segundo o secretário da pasta, Jorge Luis Lepinsk, o Pepo, há atualmente dois programas habitacionais em construção e outros três sendo viabilizados. “Somados todos esses novos programas, serão mais de 3 mil novas unidades habitacionais possibilitados pelo Programa Minha Casa Minha Vida, algumas em parceria com a iniciativa privada. Estamos ainda estudando outras áreas para a implementação de novos programa habitacionais em Indaiatuba”, explicou.

UNIDADE HABITACIONAIS

Um novo programa habitacional com 1.600 casas sobrepostas será implementado no bairro Mato Dentro. O projeto da Prefeitura de Indaiatuba será executado em parceria com a Caixa Econômica Federal e será direcionado para pessoas com renda familiar de R$1.800 a R$4.000. Em breve deverá ser lançada a licitação para a contratação da empresa que executará a obra.

A cidade conta ainda com outros quatro projetos que totalizam cerca de 1.500 unidades habitacionais, que serão construídas em parceria com a iniciativa privada e a Caixa Econômica Federal, na região do Parque Campo Bonito. São eles: Residencial Reserva da Mata (900 unidades), Bem Te Vis (154 unidades), Parque Imperatorre (224 unidades) e Gaivotas (177 unidades).

You might also be interested by

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *